“Areópago”

Amigos e amigas. Estava pensando na palavra “areópago’. De vez em quando a gente pensa numa palavra e desconfia que se esqueceu do seu significado. Então, o velho pai dos burros (como se chamava antigamente o dicionário) diz ao desconfiado:

1 tribunal de justiça ou conselho, célebre pela honestidade e retidão no juízo, que funcionava a céu aberto no outeiro de Marte, antiga Atenas, desempenhando papel importante em política e assuntos religiosos

2 Derivação: por extensão de sentido.
qualquer tribunal ou assembleia que se aprecie pela retidão dos julgamentos

3 Derivação: por extensão de sentido.
assembleia de sábios, literatos, cientistas.

Problema areopágico: como obter informações de que temos no Brasil alguns exemplos de situações jurídicas marcadas por uma qualidade que se possa aproximar da caracterização dada acima à palavra “areópago”.

Observação: O “céu aberto”, referido no item 1, não é certamente o que se espalha pela porcariada midiática e muito menos pela televisão dita Globosta. A céu aberto era gente de verdade vendo as coisas e acompanhando a conversa. Céu aberto é o que criamos com as manifestações, as nossas e as da Praça de Maio. Pelo juízo do céu aberto, os golpistas já estariam todos presos e anuladas estariam todas as negociatas que andam fazendo.

Lutemos como se estivéssemos reconstruindo milhares de céus abertos. Cada minoria gritando seus direitos gera a união majoritária deles todos.

                                                                                                                                                                                            Luiz B. L. Orlandi