Guattari. Esquizofrenia e Zen

“(…) Lembro de um esquizofrênico, de quem gosto muito, com quem conversava com prazer quando eu era jovem, que me interessava por causa de todos os seus problemas. Um dia, ele me olhou longamente nos olhos, escutando o que eu estava dizendo, sem dizer nada, até que finalmente ele disse: ‘e ele ainda continua falando comigo’. Isso ficou comigo para o resto da minha vida. Claro, eu pensei, foi como se toda a linguagem tivesse caído das minhas mãos. ‘E ele ainda continua falando comigo’. Para mim, isso é o Zen. É mais do que uma escola, é uma espécie de redução, não sei se é uma redução eidética, mas é outro tipo de relação. Agora, isso não quer dizer que a esquizofrenia como tal seja alegria, claro que não, nem a revolução. Diziam que nós tínhamos inventado uma nova via revolucionária, que deveríamos nos tornar esquizofrênicos. Nada disso! A psicose é algo horrível e os hospitais psiquiátricos são monstruosos, mas o processo esquizo que podemos conquistar, a ruptura dos agenciamentos, a entrada da singularidade que vai fazer você rir, que vai fazer você ver as coisas de outra maneira, isso é válido. Quanto ao processo Zen, é prodigiosamente extraordinário. A vida é algo sinistro, horrível e, ao mesmo tempo, é engraçada, curiosa. Por que nos agitamos tanto, o que está acontecendo? Como fazemos para inventar coisas, produzir coisas, inventar novos objetos? Que aventura extravagante! E que escândalo que na maior parte do tempo isso seja tão sinistro.”

Félix Guattari, Confrontações. São Paulo: n-1 edições, 2016. Entrevista com Kuniichi Uno, 1984, trad. Hortencia Santos Lencastre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s