Pesquisar no contemporâneo – B.O

Tomando como referência a dita “perspectiva cartográfica” de pesquisa podemos pensar na seguinte questão:

Como vincular pressupostos ideais desses conceitos às suas supostas inserções operatórias?

Essa questão implica pelo menos um esboço de encaminhamento a duas perguntas. Uma primeira, mais geral, poderia ser assim enunciada:

Considerando uma pesquisa como “instância problematizante” como distinguir a operatoriedade de conceitos cartográficos/diagramáticos/rizomáticos de certos constrangimentos da tradição epistemológica e cultural instrumentalista?

Em segundo lugar, é preciso perguntar pelo agenciamento conceitual a ser ativado a todo instante para que o uso operatório desse “pensamento cartográfico” não congele seus próprios conceitos como categorias representativas meramente abstratas, isto é, indiferentes aos problemas concretos pesquisados.

versão adaptada de B.O

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s