Ciclo de Pensamento Contemporâneo (próximas palestras)

 

O B_ARCO lança neste ano o Ciclo de Pensamento Contemporâneo, um programa de aulas e palestra sob a curadoria do filósofo Peter Pal Pelbart.

Sem pretensão de exaustividade, livre das amarras da academia, ao sabor das iniciativas que pipocam, das turbulências atuais, das mutações da sensibilidade, o ciclo se estenderá por um semestre em aulas abertas e gratuitas, lançando publicações que fazem diferença e colocando para circular o pensamento vivo, em vias de fazer-se.

Trata-se assim de renovar os problemas, multiplicar as perspectivas, diagnosticar os impasses atuais e forjar ferramentas conceituais que estejam à altura de nosso presente.

Confira a programação!

maio

Dia 31– sábado, das 15h às 17h30

Suely Rolnik – O inconsciente colonial

Lançamento do livro Geopolítica da cafetinagem (n-1 edições)

julho

Dia 19 – sábado, das 15h às 17h30

Kuniichi Uno – A gênese de um corpo desconhecido

Lançamento da 2a edição do livro A gênese de um corpo desconhecido (n-1 edições)

Palestrantes convidados

Suely Rolnik

Psicanalista, crítica de arte e de cultura e curadora, é Professora Titular da PUC-SP e membro do corpo docente do Programa de Estudios Independientes (PEI) no Museo d’Art Contemporani de Barcelona (MacBa). Realizou o projeto Arquivo para uma Obra-Acontecimento, 65 filmes em que busca tornar sensível a poética de Lygia Clark.  Foi uma das fundadoras da Rede Conceptualismos del Sur. Foi júri do Premio Casa das Américas (La Habana, 2014). Entre seus livros: Archivmanie / Archive Mania (dOCUMENTA 13, 2011), Anthropophagie Zombie (Paris, 2012), Cartografia Sentimental (São Paulo, 1998) e, em co-autoria com Félix Guattari, Micropolítica. Cartografias do desejo (SP, 1986; 11a ed. 2011), publicado em 7 países. Além de seus livros, é autora de mais de 200 ensaios publicados em vários idiomas. Exerce prática psicanalítica em consultório.

Kuniichi Uno

Um dos pensadores mais sutis e agudos no Japão contemporâneo. Viveu vários anos na França, onde foi aluno de Deleuze e com quem fez uma tese sobre Antonin Artaud. Amigo de toda uma geração de dançarinos do butô, como Hijikata Tatsumi e Tanaka Min, Uno relacionou a pesquisa artística desses autores com a produção literária francesa de Artaud e Jean Genet, bem como com a filosofia de Deleuze. Sua obra é uma meditação que repensa o contemporâneo na interface entre o Oriente e o Ocidente naquilo que ambos têm de mais ousado. É autor de A gênese de um corpo desconhecido, publicado pela n-1Edições. Traduziu para o japonês obras fundamentais de Deleuze, Artaud e Beckett.

 

Curadoria – Peter Pal Pelbart

Peter Pál Pelbart é estudioso da obra de Gilles Deleuze, de quem traduziu para o português ConversaçõesCrítica e Clínica e parte de Mil Platôs. Escreveu O tempo não-reconciliado(Perspectiva, 1998), Vida Capital, (Iluminuras, 2003) e, mais recentemente, O avesso do niilismo: Cartografias do esgotamento (2013, n-1 edições). É professor no Departamento de Filosofia e no Núcleo de Estudos da Subjetividade do Pós-Graduação em Psicologia Clínica da PUC-SP, membro da Cia Teatral Ueinzz e coeditor da n-1 edições.

 

b_arco

Rua Doutor Vírgilio de Carvalho Pinto, 426 | Pinheiros | CEP 05415-202 | São Paulo | SP

Informações. 11 3081.6986

fonte: http://barco.art.br/ciclo-pensamento-contemporaneo/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s